As vantagens e os cuidados de uma parceria comercial

parceria comercial

Como selecionar uma parceria comercial de sucesso?

Quando damos vida a uma ideia empreendedora, traçamos um planejamento das atividades que serão realizadas na empresa e como elas serão lucrativas para os seus sócios. Durante essa trajetória, buscar uma parceria comercial pode fazer com que você atinja seus objetivos em menos tempo e de maneira mais inteligente.

Por essa razão, explicamos todos os aspectos da parceria comercial: benefícios, como selecionar e os cuidados necessários.

O que é parceria comercial?

Parceria comercial é um acordo onde as partes envolvidas cooperam para prosperar, fornecendo desde serviços como a entrega de matéria-prima até ações de co-marketing para atrair mais clientes, por exemplo.

Essas parcerias são atestadas por meio de um Contrato de Parceria Comercial.

É importante que seu consultor jurídico se atente a esse passo, pois é um ótimo momento para estabelecer cláusulas benéficas como:

  • Cláusula de sigilo, para que as informações compartilhadas entre os parceiros comerciais não sejam utilizadas sem permissão ou de maneira incorreta.
  • Cláusula de exclusividade, vedando a possibilidade de seu parceiro comercial prestar serviços ou colaborar com um concorrente do mesmo nicho.
  • Cláusula de não concorrência, estabelecendo que ambas as partes do contrato não podem atuar na mesma área.

Cláusulas do contrato de parceria

As cláusulas são essenciais para garantir o maior objetivo de um contrato: evitar possíveis conflitos de interesses.

Quando o acordo está escrito e formalizado, caso haja uma discussão, é só consultar o documento para descobrir qual a decisão correta a se tornar.

Se você não quer que seus projetos sejam compartilhados e quer gerar exclusividade, o momento de redigir o contrato é perfeito para estabelecer esses limites.

Benefícios do contrato de parceria comercial

Em possíveis casos de necessidade de levar a parceria aos tribunais, também é indispensável o Contrato de Parceria Comercial.

O maior reality do Brasil tem um contrato de parceria feito para ser inerente: as marcas que pagam para terem seus produtos expostos no Big Brother Brasil garantem um espaço singular, sendo os únicos do nicho a serem usados pelos participantes.

A exemplo, temos as marcas de cuidados com o cabelo. De acordo com as regras do programa, os brothers são impedidos de levar shampoos e condicionadores de fora justamente pela parceria estabelecida entre a produção do programa e os responsáveis pelas linhas de cosméticos.

No ano anterior, a Novex pagou por esse benefício. Este ano, a Pantene decidiu investir – o que mostra também que as parcerias podem ter tempo muito bem delimitados conforme o desejo das partes envolvidas.

Diferenças entre contrato de parceria comercial e contrato de prestação de serviços

Ademais, existe a possibilidade de confusão entre o Contrato de Parceria Comercial e o Contrato de Prestação de Serviços. Então, é bom frisar a diferença.

Quando existe uma prestação de serviços, há interesse exclusivo em uma determinada atividade que vai receber uma remuneração, em um modelo de relação que não configura subordinação e também não tem um potencial de mercado.

Na parceria comercial temos interesses dos dois lados visando um crescimento mercadológico ou um barateamento de custos, entre outras opções, com desenvolvimento mútuo.

Um grande exemplo de parceria comercial que resultou em bons frutos envolve o maior grupo musical de todos os tempos: os Beatles.

Quando se analisa a situação, é possível perceber que John Lennon e Paul McCartney tornavam-se companheiros de comércio quando compunham juntos as músicas que seriam tocadas em todas as rádios do Reino Unido por décadas, formando uma das duplas colaborativas mais bem sucedidas da história.

Para os artistas, a parceria comercial rendeu espaço na história da música e fortunas derivadas dos direitos autorais que suas composições possuíam.

Porém, os benefícios de firmar esse tipo de acordo atingem diversos mercados em menor escala, a exemplo: se você possui uma escola ou plataforma de aulas online, pode estudar a possibilidade de criar um vínculo comercial com uma empresa de hardwares para que novos alunos ganhem descontos em computadores, elevando o número de inscrições nos cursos e compras de aparelhos.

No entanto, o lucro aumentado é apenas uma das vantagens.

Quais as vantagens de fazer uma parceria comercial?

  1. Alcance de um maior público e, por vezes, de uma clientela diferenciada. As parcerias podem te ajudar a expor seu produto ou serviço para pessoas que você não alcançaria de forma natural.
  2. Redução de custos com fornecedores, atendo-se a um parceiro específico que pode te oferecer melhores condições pela preferência.
  3. Melhora dos preços no mercado.
  4. Aumento de vendas e, consequentemente, de lucro.
  5. Construção da identidade de marca e seu reconhecimento, conforme o networking é tecido.
  6. Se torna uma maneira de fazer marketing sem agregar custo, denominado de co-branding.

Feita da maneira correta, uma parceria pode vir a ser muito vantajosa para a empresa.

Ainda assim, é importante entender que assim como todas as estratégias de gestão, existem riscos a serem analisados – e, também, cuidados que podem ser tomados para minimizar tais riscos.

Checklist de passos para seguir antes de fechar sua parceria comercial

Confira as dicas que selecionamos para você fazer uma parceria comercial de sucesso!

1. Olhe para o mercado que cerca seu empreendimento.

Muitas vezes, um bom parceiro comercial não está no mesmo nicho, mas sim desenvolvendo uma atividade semelhante.

Analisar quais tipos de empresas seriam interessantes para colaborar e o público que elas possuem irá te ajudar a definir em qual parceria investir.

Por exemplo, um fotógrafo pode estabelecer um acordo com uma loja de decorações para reduzir o custo em montar cenários e atender uma porção de clientes mais diversa.

2. Observe a sua concorrência

Uma maneira inteligente de obter percepções é vendo o que o vizinho está planejando:

  • Quais ações já realizadas tiveram boa resposta do público?
  • Quais prováveis parceiros já estão envolvidos em contratos e quais estão livres para negociações?

Pequenas anotações que podem evitar o erro.

3. Busque por eventos da sua área

Desde feiras até cursos, um espaço com inúmeros profissionais semelhantes a você pode render parcerias comerciais de sucesso!

São momentos propícios para trocar experiências, falar sobre o futuro e alinhar expectativas com quem pode agregar valor para a sua marca.

4. O foco é o seu cliente

Você deve buscar parceiros que possam honrar o que você promete aos consumidores da sua marca e que vão atender as demandas que eles possuem sem manchar a reputação do seu empreendimento.

O contrato de parceria comercial também expõe a necessidade de confiança, visto que as atitudes da outra parte podem prejudicar a visão do mercado sobre a sua marca.

5. A comunicação é uma grande chave

Crie discussões e depois coloque-as em um papel de forma clara, para que todas as partes tenham consciência de seus direitos e deveres e não haja desentendimentos desnecessários em decorrência de falhas no diálogo.

Depois de cada parceria, analise os resultados para saber quais pontos foram proveitosos e o que não vale a pena repetir. Assim, a taxa de sucesso a cada contrato fechado vai aumentar com os conhecimentos que você adquirir sobre o seu público e nicho.

Anotou as dicas? A parceria comercial é uma ótima escolha para quem não quer ficar estagnado no ano de 2022 e, desde que feito com atenção, os riscos podem ser controlados.

 

Escrito por Natalí Gasparoto

VEJA TAMBÉM

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência com o nosso site. Ao navegar pelas páginas, você declara estar de acordo com a nossa Política de Privacidade.