SIMPLES NACIONAL: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER

Vantagens e desvantagens do Simples Nacional: por que optar pelo tributação

Empresários​ ​já​ ​possuem​ ​pouco​ ​tempo​ ​para​ ​administrar seu​​ ​negócio. ​Isso​​ deixa​ ainda​ ​menos tempo​ ​para preocupar-se​ ​ com​ questões​ ​ como​ ​​impostos​ e​ ​​taxas. Por ​isso, ​foi ​criado​ ​um​ ​regime ​que busca​ ​simplificar​ ​todo​ ​esse​ ​processo​ ​para​ ​micro e​ pequenas​ empresas,​ ​auxiliando-as​ ​a​ ​crescer​ ​e​ atingir​ suas ​ metas.​

O​ ​nome​ dele​​ é:​ ​​Simples ​Nacional.​ A​ ​seguir, ​abordaremos​​ os​​principais​ ​pontos ​​desse sistema, ​ destacando​ ​o​ ​que​ ​é,​ como aderir​ e​​ ​quais​ ​pontos ​ positivos​ ​ e​ ​ negativos.​

 

O​ ​que​ ​é​ ​o​ ​Simples​ ​Nacional?

Um​ ​regime​ ​de ​arrecadação, ​cobrança ​e​ fiscalização ​de​ tributos,​ criado​ ​ ​para​ ​facilitar​ ​a​ vida​​ ​do micro​ e​ pequeno​ empreendedor. Ele​ unifica​ oito​ impostos​ em​ um​ ​único boleto​ ​​e​ ​reduz ​a carga tributária.

Os​ ​impostos​ ​são:

Federais: ​ ​IRPJ,​ ​CSLL,​ ​PIS,​ ​COFINS,​ ​IPI

Previdência: ​ INSS​ ​ patronal​

Estaduais:​ ​ICMS

Municipais: ​ ISS​

O Simples Nacional se aplica somente às microempresas e empresas de pequeno porte (MPE), definidas​ ​pela​ ​lei​ ​geral​ ​com​ ​base​ ​em​ ​seu​ ​faturamento​ ​anual.

Atualmente,​ ​a​ ​divisão​ ​é​ ​realizada​ ​da​ ​seguinte​ ​forma:

Microempreendedor​ ​Individual:​ ​até​ ​R$​ ​60.000,00;

Microempresa: ​ até​ ​ R$​ 360.000,00​;

Empresa​ ​de​ ​Pequeno​ ​Porte:​ ​de​ R$​ ​​360.000,00​ ​até​ ​R$​ ​3.600.000,00.

 

Como​ ​funciona:

Primeiramente, é válido saber que ele é facultativo para as empresas, ou seja, faz parte dele quem quer. Diante disso, é importante falar sobre as vantagens e desvantagens, em comparação a outros regimes de tributação como o Lucro Real e o Lucro Presumido, para o empreendedor que pretende​ ​aderir​ ​ao​ sistema:

​ Vantagens

Arrecadação​ ​única​ ​de​ ​8​ ​tributos​ ​por​ meio​ ​​de​ ​uma​ só​​ ​alíquota ​​(taxação);

Em vez de um cadastro para cada instância (federal, estadual, municipal), o CNPJ passa a identificador​ ​único​ ​da​ ​inscrição​ ​da​ ​empresa;

Redução de custos trabalhistas: passa a ser dispensável a contribuição de 20% do INSS Patronal​ ​na​ ​Folha​ ​de​ ​Pagamento;

Facilitação​ ​do​ ​processo​ ​de​ ​contabilidade.

​ ​ ​Desvantagens

Seu cálculo é baseado no faturamento anual, em vez do lucro. Ou seja, uma empresa pode estar​ ​tendo​ ​prejuízo​ ​e​ ​ter​ ​que​ ​pagar​ ​impostos​ ​da​ ​mesma​ ​forma.

Empresas de Pequeno Porte (EPP) têm um limite extra, que é o de exportações: a empresa pode declarar receita bruta anual de até R$ 7,2 milhões, sendo no máximo R$ 3,6 milhões no mercado interno e R$ 3,6 milhões em exportação de mercadorias e serviços. Isso pode acabar desencorajando​ ​o​ ​empreendedor​ ​de​ ​crescer,​ ​ou​ ​incentivando-o​ ​a​ ​entrar​ ​na​ ​ilegalidade;

Existem atividades que se encaixam, mas não valem a pena pelo valor da alíquota a partir de determinadas faixas. Exige que cada caso seja analisado individualmente, mas em geral, a regra é: quanto maior o gasto com folha de pagamento, maior a chance da opção pelo regime ser​ ​vantajosa.

 

Como​ ​aderir?

Para​ empresas em início de atividade (menos de 180 dias): depois da sua inscrição no CNPJ e de ter suas inscrições Estadual (caso deva pagar ICMS) e Municipal, a empresa tem o prazo de até 30 dias, contados da última inscrição deferida (seja a estadual ou a municipal), para efetuar​ a opção pelo Simples Nacional,​ desde que não tenham passado 180 dias corridos da inscrição no CNPJ. Após esse​ ​prazo,​ ​a ​ ​aderência​ ​só​ ​é​ ​possível​ no​ ​​mês​ ​de​ ​janeiro​ ​do​ ​ano​ ​seguinte.

Para empresas que não estão em início de atividade​, a opção só pode ser realizada no mês de​ ​janeiro,​ ​de​ ​seu​ ​primeiro​ ​até​ ​o​ seu​ ​ último​ ​ dia​ ​ útil.​

No entanto, é possível se antecipar a esse prazo e fazer o agendamento da opção. O agendamento é a possibilidade de o contribuinte manifestar o interesse pela opção pelo Simples Nacional para o ano seguinte. Assim, a empresa pode antecipar também as verificações de pendências impeditivas​ ​do​ ​Regime

A OPÇÃO PELO SIMPLES NACIONAL SÓ PODE SER REQUERIDA PELO PORTAL OFICIAL.

 

Quem​ ​não​ ​pode​ ​aderir​ ao​ ​ ​Simples​ ​Nacional?

Fora as empresas que ultrapassem o teto de faturamento e/ou de receita de exportações (teto de R$3,6 milhões, cada), abaixo estão alguns dos outros pontos de proibição.

Fica impedida de optar a empresa:

que ​ ​tenha​ ​outra​ ​pessoa​ ​jurídica​ ​como ​ acionista;​

que​ ​participe​ ​do​ ​capital​ de​ ​​outra​ pessoa​ ​ ​jurídica;

que seja filial, sucursal, agência ou representação, no País, de pessoa jurídico com sede​ ​no​ ​exterior;

que tenha um dos acionistas com participação em qualquer outra empresa de fins lucrativos, considerando que a soma da receita bruta dessas empresas ultrapasse R$3,6 milhões;

que​ ​tenha​ ​sócio​ ​que ​ more​ no exterior;​

constituída​ ​sob​ ​a​ ​forma​ ​de​ cooperativas,​ ​​salvo​ ​as​ ​de ​ ​consumo;

que exerça atividades relacionadas a energia elétrica, importação de combustíveis, automóveis e motocicletas, transporte intermunicipal e interestadual de passageiros, crédito, financiamento, corretagem, câmbio, ​investimento, cigarros, cigarrilhas, charutos, filtros para cigarros, armas de fogo, munições e pólvoras, explosivos e detonantes, bebidas alcoólicas e cervejas sem álcool, cessão ou locação de mão-de-obra,​ ​loteamento​ ​e​ ​incorporação​ ​de​ ​imóveis,​ ​locação​ ​de ​ ​imóveis​ ​próprios;

que possua débito, ainda exigido, com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), ou​ ​com​ ​as​ ​Fazendas​ ​Públicas​ ​Federal,​ ​Estadual​ ​ou​ ​Municipal;

sem inscrição ou com irregularidade em cadastro fiscal federal, municipal ou estadual, quando​ ​exigível.

 

Por: Thiago da Veiga Ferreira 

 

Fontes:

https://blog.contaazul.com/o-que-e-simples-nacional/ http://www.endeavor.org.br
http://www8.receita.fazenda.gov.br/simplesnacional/documentos/pagina.aspx?id=3 

VEJA TAMBÉM

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência com o nosso site. Ao navegar pelas páginas, você declara estar de acordo com a nossa Política de Privacidade.